O papel da Controladoria no processo de gestão

A intensificada evolução da economia global, assim como modelos revolucionários de empreendimentos atrelados à ideias inovadoras de produtos e prestação de serviço, colocou os sistemas de informações em outro patamar de importância. Desta forma a informação eficaz é fator decisivo em uma organização e, ferramentas e ciências que se dedicam a subsidiar estas informações, ganham destaque no âmbito da concorrência empresarial. Um destes subsídios esta pautado na contabilidade gerencial (controladoria), esta que tem por finalidade fornecer o máximo de informações úteis à tomada de decisões, com conotação extrínseca e intrínseca à azienda.


Sendo assim, a Controladoria serve como órgão de observação e controle da cúpula gestora da empresa, fixando parâmetros de avaliação da eficácia e eficiência dos vários departamentos da organização. É a Controladoria quem disponibiliza  informações para o planejamento e pesquisa dos processos gestores.
Destarte, intuito em pautar três paradigmas em que a Controladoria deve atentar-se, para que assim os processos gestores ocorram com êxito:


  1. Assessoramento: A Controladoria deve ter por missão otimizar os resultados econômicos-financeiros da organização empresarial, isso pode ser realizado pelo assessoramento para os diversos departamentos da empresa. Assim, fornecendo aferições das alternativas econômicas e, através da visão sistêmica, integralizar as informações e reportá-las para facilitar o processo decisório;
  2. Planejamento dos resultados: Esse paradigma é fixado na projeção, previsão e simulações de um sistema de planejamento e controle orçamentário, considerando os inúmeros cenários que a empresa possa estar inserido, isso para os resultados operacionais, financeiros e econômicos. Assim, a mensuração projetada reflete a interação de todos os objetivos conflitantes existentes entre todos os departamentos que influência os processos de gestão;
  3. Análise dos fatos: Posteriormente, após a aferição de todos os dados e fatos dos processos de gestão ocorridos na azienda, a Controladoria deve estabelecer uma análise, voltada para tudo o que foi projetado e o que ocorreu na realidade. Se a diferença entre projetado e executado, exprime relevância no resultado. Verificando se o foco do problema esta intrínseco ou extrínseco à empresa, e se esse problema pode ser controlado. Enfim esse paradigma nos remete à uma análise comparativa e crítica de tudo aquilo que ocorreu, com o objetivo de alterar as ações em processos que prejudiquem o resultado operacional.
Por fim, as informações prestadas pela Controladoria, deve ser confiável, ou seja, livre de erros ou vieses relevantes, bem como demostrar adequadamente o que propõe com exímia clareza. Outrossim, deve ser imparcial, induzindo a um julgamento justo, prudente e íntegro, contendo informações completas, sem omissões de itens tangíveis e intangíveis. Ressaltando a necessidade informativa de cada usuário.